domingo, 20 de maio de 2018

Acolhimento 2018 CIEJA PERUS

Almoço de confraternização dos formandos

Educação Inclusiva: As línguas do CIEJA PERUS 1

SEGUNDA FEIRA SEM CARNE NO CIEJA PERUS 1

O Cardápio do CIEJA PERUS 1

Testemunhal Aila Regina

TV CIEJA

Depoimento do Professor Mestre Rossini de Araujo Castro sobre práticas p...

Rossini de Araújo Castro, Norberto Stori, Romero de Albuquerque Maranhão...

PROFESSOR ROSSINI CASTRO

A Educomunicação é uma ciência transversal que congrega elementos tanto da educação, quanto da comunicação. Além de oferecer uma visão mais abrangente das Tecnologias da Informação e da Comunicação, também possibilita vislumbrar a criação de Ecossistemas Comunicativos em diversos ambientes.




No mundo em que vivemos hoje, é condição indispensável ao cidadão consciente e participativo fazer bom uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação, que se inserem e ganham cada vez mais espaço no cotidiano das pessoas.

Acreditamos, portanto, que a inserção do estudo de linguagens multimidiáticas e a aplicação de ferramentas educomunicativas em ambientes formais de ensino contribui, sem sombra de dúvida, para o enriquecimento do processo de aprendizagem dos alunos de Ensino Fundamental, tanto no Ciclo I quanto no Ciclo II, e de Ensino Médio.
Estas são algumas das atividades que podemos desenvolver:
Atividades teóricas e práticas sobre Educomunicação e Mídias: rádio, fanzine, jornal impresso, jornal mural, revista, blog, web-site.
Desenvolvimento de projetos que envolvam elementos de Arte-comunicação: história em quadrinhos, charge, caricatura, crônica, fotografia.                                                                                                                                                                                                                       
MARCÍLIO CAVALCANTE
 
    

RENATO GABRIEL
 Organização de projetos educomunicativos dentro da escola: rádio-escola, publicação de jornais, fanzines e revistas, criação de web-sites e blogs, TV-escola.
Criação e manutenção de Agências de Notícias que façam circular informações sobre a escola, a comunidade escolar, o bairro, dentre outras.


quinta-feira, 10 de maio de 2018

GENOCÍDIO DE JOVENS NEGROS NA PERIFERIA

https://soundcloud.com/imprensajovemmais-com/assassinato-de-jovens-negros
Programa  Falando Francamente com Regina Célia 2017

FECHAMENTO DAS AMAS EM PERUS°


https://soundcloud.com/imprensajovemmais-com/fechamento-das-amas-em-perus


Rádio e TV CIEJA PERUS 1 com o exercício de Cidadania

Rádio e TV Cieja com o exercício de Cidadania

TEXTO COLETIVO REDIGIDO REGINA CÉLIA, MARCÍLIO CAVALCANTE, CECIANA MELO E ROSSINI CASTRO.

2. APRESENTAÇÃO

Em 2017 o Programa "Nas ondas do Rádio" chamou a atenção dos alunos e professores do Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos Perus 1 (CIEJA Perus 1), localizado na região noroeste de São Paulo. O projeto teve início a partir de uma palestra feita por um profissional do Núcleo de Educomunicação da Secretaria Municipal de educação da cidade de São Paulo no mês de fevereiro. Os alunos Marcílio Cavalcante, Renato Gabriel dos Santos, Claudio Antônio das Neves, Regina Célia Santos de Oliveira e Raimundo de Souza Leite empenharam-se em criar as condições para implementar a Rádio e TV Cieja. Cientes da responsabilidade social dos meios de comunicação, com recursos próprios e com a ajuda dos Professores Rossini Castro, Ceciana Fonseca Veloso de Melo, Carolina Franco e da diretora geral da instituição senhora Franciele Busico decidiram que a rádio e TV Cieja seria a voz dos excluídos, alunos que não tiveram a oportunidade de estudar na idade certa e na pluralidade de jovens, adultos, imigrantes e pessoas com necessidades especiais, com a missão de fazer a diferença na própria vida e na das outras pessoas por meio do conhecimento e no respeito aos direitos humanos. Com o uso de celulares, cada estudante se tornou um ativista dos direitos humanos ao denunciar a ação abusiva da polícia nas comunidades periféricas, nas ações curriculares e intervenções audiovisuais, denunciando o racismo, homofobia, xenofobia, feminicídio e outras atitudes intolerantes fora e dentro da escola. Os protagonistas desse projeto são os alunos, que produzem seus conteúdos midiáticos através do site (imprensajovemmais.com), tendo como objetivo transmitir informações para a escola e para o bairro de Perus, identificando problemas na região, divulgando os patrimônios históricos materiais e imateriais do bairro, como a série de reportagens sobre a Fábrica de Perus e também sobre os desaparecidos políticos enterrados na vala clandestina do cemitério Dom Bosco em Perus (Projeto dos Professores da área de Ciências Humanas). A rádio e TV Cieja Perus 1 tem como objetivos: articular mídia e educação, pensar a cultura como forma de relações entre sujeitos, possibilitar a produção audiovisual no ambiente escolar, garantir os direitos as mídias e liberdade de expressão, fomentar a criticidade no consumo e produção das mídias.

2. JUSTIFICATIVA

O projeto se enquadra na temática de direitos humanos porque as ações afirmativas dos estudantes contribuíram para o debate e o fortalecimento dos princípios de respeito à dignidade humana, a igualdade de direitos, o reconhecimento e a valorização das diferenças, das diversidades e da sustentabilidade. Aconteceu caso de um aluno repórter e taxista denunciar uma ação de fiscais da SPtrans no aeroporto internacional de Congonhas com abuso de autoridade, a ação do estudante evitou o abuso e garantiu o direito do cidadão. Além das ações afirmativas de direitos e da defesa dos direitos humanos. A rádio Cieja Perus 1 conta com uma grade de programação diversificada dentre elas, Utilidade pública com o aluno repórter Marcílio Cavalcante, cujo objetivo é informar o cotidiano das pessoas da periferia e as consequências da política em suas vidas. A aluna repórter Regina Célia produz o programa Falando Francamente, cuja finalidade é analisar, criticar e debater temas da mídia que afetam os direitos das pessoas, por exemplo, a ação da Prefeitura de São Paulo na Cracolândia, cuja repercussão provocou um intenso debate no ambiente escolar. O programa também visitou ONGs que trabalham com crianças sem assistência familiar, como foi a reportagem na comunidade do Canta Galo, no Projeto Amigos das Crianças (PAC). O aluno repórter Claudio Antônio das Neves produz o Programa Livre, podcasts (programas de áudio ou vídeo, cuja principal característica é um formato de distribuição chamado podcasting) com músicas, mensagens provocativas e estimulantes para os alunos, incentivando a continuação dos estudos e a conclusão do Ensino Fundamental. O aluno Raimundo de Souza Leite escreve na coluna Acontecieja relatando experiências de vida, história do bairro de Perus e poesia. A aluna repórter Kézia Cândido Soares produz os podcasts Direito da comunidade articulando direitos sociais e cidadania.

3. METODOLOGIA

O trabalho foi desenvolvido em reuniões com discussão de pauta, pesquisa sobre o assunto, escrita do texto, locução e gravação de áudio e vídeo. Em cada encontro os alunos e professores envolvidos escolhem a pauta e a partir da temática escolhida e amplo debate em grupo, dupla ou individualmente parte-se para a pesquisa sobre o assunto, que pode ser feita na internet, por meio de entrevista com comunidade escolar, do bairro ou da região. Na fase de escrita do texto, o aluno repórter conta com a orientação do professor, mas a marca autoral é fundamental na preparação e execução do texto. Feita a escrita do texto, é executada a locução, onde o aluno repórter grava o áudio ou vídeo para
posterior publicação no site (imprensajovemmais.com). O trabalho em equipe é fundamental para o prosseguimento do projeto, pois em duplas ou grupos o trabalho colaborativo se efetiva e são fortalecidos os vínculos sociais. O projeto conta também com o canal TV CIEJA no youtube, que apresenta os trabalhos dos alunos repórteres com vídeos dos eventos na escola, na região e na cidade. A equipe de alunos repórteres criou vínculos sociais com parceiros culturais do bairro e periodicamente são chamados para fazer a cobertura jornalística dos eventos culturais que acontecem na biblioteca do bairro, em ONGs e na própria escola.

4. POTENCIAL DE IMPACTO

Segundo estatísticas do site (imprensajovemmais.com) de março a dezembro o site foi visitado por 12.500 pessoas. Os pontos positivos para a escola foram que os alunos repórteres envolvidos conseguiram ao longo do projeto desenvolver a leitura crítica da mídia, produzir sua própria mídia, articular ações do cotidiano levando em consideração os direitos humanos, a diversidade e a questão de gênero. Exercitaram as habilidades escritora e leitora, sendo que, alguns deles tornaram-se escritores plenos com publicação de textos, áudios e vídeos. Além do ganho pessoal dos envolvidos no projeto, a comunidade escolar como um todo ganhou voz, escutando, debatendo e se fazendo ouvir nas questões pertinentes à sua realidade. A rádio e TV Cieja Perus 1 também se tornou um ponto de encontro de jovens, adultos, moradores de rua, imigrantes e pessoas com deficiência. A convivência entre indivíduos tão diferentes possibilitou criar um ambiente de valorização da pessoa, de respeito ao outro e a diversidade.

5. PERSPECTIVAS DE CONTINUIDADE E SUSTENTABILIDADE DO TRABALHO

O projeto, que começou em março com carência de materiais, hoje conta com todo material necessário para execução, edição e publicação de áudio, vídeo e texto. O empenho dos alunos do módulo IV (equivale aos 8º e 9º anos do ensino fundamental II), principalmente os alunos repórteres citados no corpo do projeto e também o apoio da gestão do CIEJA PERUS 1, fortaleceram o projeto que se configura numa agência de notícias na escola (imprensajovemmais.com).

Estúdio de gravação e transmissão da Rádio e TV CIEJA PERUS 1 localizado na sala de informática do CIEJA PERUS 1. Foto tirada em novembro de 2017. Fonte: Agência Imprensajovemmais.com.

A continuidade do projeto está assegurada com a participação dos membros atuais, o convite a novos membros e a ampliação dos horários de encontros. Neste final de ano, foram agregados novos alunos repórteres do módulo III (equivale ao 6º e 7º anos do Ciclo II do Ensino Fundamental), que ampliarão as etapas do projeto. Por se tratar de uma iniciativa dos estudantes, ex-alunos também podem participar, pois a participação no projeto não está vinculada a matrícula na escola.

6. COMO O PROJETO FOI DESENVOLVIDO?

O Projeto Rádio Cieja Perus 1 com o exercício de cidadania, iniciou-se com o desejo dos alunos criarem uma rádio escola e dar voz a comunidade escolar, formado por jovens, adultos, imigrantes, moradores de rua e pessoas com deficiência. Neste ambiente diverso, o papel da educomunicação é essencial para criar um ambiente comunicacional baseado na transparência e no respeito aos direitos humanos em toda as suas dimensões: desde a garantia dos direitos de liberdade, individuais, civis e políticos passando por direitos sociais até aos direitos de titularidade da comunidade com engajamento em temas que são de interesse dos estudantes.
Os estudantes desenvolvem suas atividades no contra turno de aulas e nas oficinas de sexta feira, no período da manhã. Foi criado um grupo de whatsApp (Imprensa Jovem Mais) para que os integrantes do grupo se comuniquem diariamente e enviem suas colaborações de forma síncrona para o site (imprensajovemmais.com). Dessa maneira, mesmo fora do horário de aula, a intervenção dos alunos é contínua e colaborativa.
No primeiro momento, os alunos e professores preparam o ambiente escolar para sonorização. Foram aproveitados autofalantes já instalados, outros foram doados pelo aluno repórter Marcílio Cavalcante; a aluna repórter Regina Célia doou um microfone; a amplificação se deu através de um amplificador doado pelo Professor Rossini Castro. O aluno repórter Renato Gabriel dos Santos coordenou a instalação técnica, adaptando equipamentos, caixas acústicas e a fiação. Foi utilizado um computador que estava sem uso na sala de informática e iniciou-se a transmissão da rádio Cieja Perus 1 em março de 2017. A priori, se iniciou a transmissão com uma seleção de músicas escolhidas por funcionários, alunos, professores e gestão. De imediato sentiu-se a necessidade de uma mediação pedagógica para a Rádio Cieja Perus 1, foi então que em parceria com professores de todas as áreas, foram discutidos temas como reforma da previdência, reforma trabalhista, direitos humanos, fábrica de cimento de Perus, vala dos desaparecidos políticos no cemitério de Perus. Os alunos repórteres propuseram como pauta a temática debatida nas aulas e ecoaram as ideias debatidas, questionadas, analisadas sob a perspectiva das mudanças recentes na política e na sociedade levando em conta aspectos culturais, econômicos e históricos.
A grade de programação da rádio Cieja Perus, disponível no site (imprensajovemmais.com), conta com uma variedade temática e musical. Os principais programas feitos pelos alunos são: Cieja Perus 1 no ar! Orelhada do Renato; Direito da Comunidade; Reportagem da Semana; Sala de leitura; Homenagem; Falando Francamente e Programa livre.
O programa Cieja Perus 1 no ar! divulga as atividades da escola, como festas, seminários, encontros, palestras e agrega os podcasts produzidos pelos alunos. As principais notícias e eventos divulgados neste programa foram: Jantar dançante haitiano, reportagem da Premiação no Instituto Tomie Ohtake (Prêmio Territórios educativos), cobertura da palestra do Sr. Maurice Politi sobre a ditadura militar e a questão dos direitos humanos, Festa da Cultura Popular Brasileira: Oralidades, Visita a antiga Fábrica de cimento de Perus organizado pelos professores da área de Ciências humanas (desdobramentos do projeto de Direitos Humanos desenvolvidos pelos professores de Ciências humanas com atividades na Biblioteca Padre Anchieta, CEU Perus e no ato de inauguração da placa em homenagem aos mortos da ditadura enterrados clandestinamente no cemitério Dom Bosco em Perus).
O programa Orelhada do Renato é composto por podcasts produzido pelo aluno Renato Gabriel dos Santos. Os principais temas abordados neste programa foram:
Agressão da GCM (Guarda Civil Metropolitana) a um morador de rua, João Doria Júnior muda decreto e permite que GCM retire cobertores de pessoas em situação de rua e a leitura da lenda O vagalume e a Serpente.
O programa Direito da Comunidade é composto por podcast produzidos pela aluna repórter Kézia Cândida, as principais intervenções foram: Direitos Sociais, Leis trabalhistas, O que é assédio moral? e depoimentos das alunas sobre o prazer de estudar e contando a experiência de manusear o tablet pela primeira vez (Mirian Regina 4ºK).
O programa Sala de leitura agrega depoimentos de alunos, leituras de textos autorais, entrevistas, debates, saraus e atividades de leitura proposta por professores e alunos. Os principais podcasts foram: Palavra de um detento com a aluna repórter Regina Célia(4ºK); Tempo de criança com o aluno repórter Renato Gabriel dos Santos(4ºK); O mar com Ademilson José Martins (4ºK); Grande Amor com Ednaldo Rodrigues de Oliveira (4ºK); Do Maracatu ao Cieja com Cícero Delfírio da Silva (2ºE); Violência com Renato Gabriel dos Santos (4ºK); Equiparação salarial na reforma trabalhista com Antônia Josefa da Silva (3ºB); Dica de Leitura com Valdemir Palma (4ºA); Feminicídio com Ednaldo Rodrigues de Oliveira (4ºK); Cracolândia com Regina Célia Santos Oliveira (4ºK); Remuneração com Vanusa da Silva Souza (4ºB); Depoimento de Joscélia Santana Oliveira (4ºA); Saudades com Kézia Cândido (4ºA); Canções de autoria do aluno Wellington (SMR): Balaio e Primavera; Menina linda com Victor Hugo (4ºK);Reforma trabalhista com Sandra Bastos Tavares da Silva (3ºG) e Corrupção com o aluno repórter Marcílio Cavalcante (4ºK).
Captura da tela inicial do site imprensajovemmais.com no dia 09/12/2017
Os vídeos produzidos pelos alunos estão disponíveis no canal da TV Cieja Perus1 (https://www.youtube.com/channel/UC2MzTZON-v_jm3kPmWXG64Q) e também no site (imprensajovemmais.com/videos/) os principais títulos são: O Haiti é aqui em Perus; Falando Francamente com Regina Célia; Feira Cultural; Vida de caminhoneiro; Festa Cultural; Jantar dançante haitiano; 2ª Festa da Cultura; Maracatu Cieja Perus 1; Piquenique no Parque Anhanguera; Visita à fábrica de Perus; Projeto de adaptação de materiais pedagógicos; Maracatu na feira cultura; 2ª semana de direitos humanos; Sarau Cieja Perus 1; Reforma trabalhista: terceirização; Reforma trabalhista: O que é?; Reforma trabalhista: Como fica?; Entrevista da Coordenadora Pedagógica; Trajetória de vida; Halloween nordestino, entre outros.
Os encontros aconteceram as terças feiras no contra turno e as sextas feiras no período da manhã, cada encontro com a duração de 2 horas e 15 minutos sem intervalo.
Às sextas feiras, das 10:00 às 12:15, acontecia a oficina de radiojornalismo com a mediação pedagógica dos professores Ceciana Melo e Rossini Castro. O trabalho sempre começava com a escolha da pauta de forma coletiva, identificação dos temas que contemplem os interesses dos alunos, professores, escola e comunidade. A pesquisa sobre o tema abrange consulta à internet, entrevistas e roda de conversa. Escrita colaborativa da notícia, gravação de áudio e/ou vídeo, publicação da notícia no site (imprensajovemmais.com) e divulgação nas redes sociais: facebook, twitter, instagram youtube e blog.
Captura da tela página de vídeos do site imprensajovemmais.com . O Haiti é aqui em perus, projeto premiado pelo Instituto Tomie Ohtake/ Prêmio Territórios Educativos. Acessado em 09/12/2017.
A coluna Acontecieja apresenta textos escritos pelos alunos repórteres: Raimundo Justo pseudônimo de Raimundo de Souza Leite (4ºD), Regina Célia (4ºD) e Cícero Delfírio da Silva (2ºE). Os gêneros textuais são de poema, reportagem, resenha e crítica de filme e vídeo.

7. DESCREVER AS DIFICULDADES ENCONTRADAS

As dificuldades encontradas foram de ordem material, onde a precariedade forçou a estratégias criativas como o uso de celulares e as mídias digitais para efetivação das publicações dos audiovisuais. Alguns dos alunos repórteres não tinham o aparelho celular e não podia participar das conversas síncronas nas redes sociais. O uso de um computador antigo e as péssimas conexões da internet, foram fatores que dificultaram o processo de consolidação do projeto.

8. OUTRAS INFORMAÇÕES PERTINENTES (anexos)
FOTOS:
Aluno repórter Roni (Pseudônimo de Ronilson de Jesus das Virgens) 4ºK em março de 2017 utilizando uma caixa acústica amplificada e PC para transmitir a programação da Rádio Cieja Perus 1.


Primeira reunião da imprensajovemmais.com, para organizar programação e estratégias da Rádio e TV Cieja. Da esquerda para direita: Professor Rossini de Araujo Castro, Marcílio Cavalcante, Jéssica Lohaine, Roni, Claudio das Neves e Kézia Cândido.


Reunião de decisão de pauta da imprensajovemmais.com (Rádio e TV Cieja Perus 1). Espaço de Convivência do CIEJA PERUS 1, em março de 2017. Fonte: agência imprensajovemmais.com.



Equipe da imprensajovemmais reunidos na oficina de Radiojornalismo que acontece as sextas feiras das 10:00 às 12:15 na sala de informática do CIEJA PERUS 1. Da esquerda para a direita: Marcílio Cavalcante, João Luís de Souza, Regina Célia, Rossini Castro, Alef dos Santos Silva e Ceciana Veloso. Fonte: agência imprensajovemmais.com.


Aluno repórter Claudio das Neves (4ºA) transmitindo o programa Livre ao vivo através do site da imprensajovemmais.com (Setembro de 2017, sala de vídeo do CIEJA PERUS 1). Fonte: agência imprensajovemmais.com.


Aluno repórter Renato Gabriel dos Santos (4ºK) realizando a leitura do texto de sua autoria e tendo o áudio capturado através do celular do Professor Rossini Castro. Sala de Arte, Junho de 2017.
Alunos repórteres Marcílio Cavalcante e Regina Célia na cobertura de premiação TERRITÓRIOS EDUCATIVOS acontecido no Instituto Tomie Ohtake no dia 18 de novembro de 2017. Fonte: agência imprensajovemmais.com.

Links:

Pauta Reunião Imprensa Jovem +


No dia 09 de março de 2017 ás 10:00 horas da manhã compareceram no Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos CIEJA) Perus I para a primeira reunião do projeto NAS ONDAS DO RÁDIO as seguintes pessoas: Marcílio, Quézia, Claudio, Jéssica, Roni e Rossini.
O primeiro passo é a criação da rádio escola, cuja programação e conteúdo será alimentada pela agência Imprensa Jovem +. Na reunião foi apresentada a pauta e o Professor Rossini falou da importância de educomunicação para o protagonismo de jovens e adultos, a apropriação do equipamento, espaço e ideias do projeto nas ondas do rádio da secretaria municipal de educação de São Paulo.
Ficou decidido que será feita uma eleição para escolher o nome da rádio e que por enquanto será utilizado o nome da agência de notícias da escola IMPRENSA JOVEM +.
Foram sugeridos alguns nomes: Rádio Cieja perus, Rádio dos Amigos. Rádio Novo Tempo, Rádio Jovem Aprendiz, Rádio Educativa Cieja Perus, Rádio Escolar Perus, Rádio Pedreira. Será disponibilizado uma consulta aos alunos, professores, funcionários e gestão para sugerirem um nome que atenda a diversidade de identidade do CIEJA PERUS 1.
 Foi instituída uma programação semanal sendo assim dividida:
Programação semanal
Segunda feira                     1º Período (Jéssica e Roni- Os brincantes)
                                              2º Período Cláudio (Programa Livre)
Segunda Feira
3º período
Vitor Hugo
Futebol
Música





Terça Feira                          1º Período Jéssica e Roni (Jéssica e Roni- Os brincantes)
                                              2º Período Quézia (Direitos Sociais)
Quarta Feira                       1º Período Marcílio (Utilidade Pública e Homenagens)
                                             2º Período   Claudio (Programa Livre)
Quinta Feira                       1º Período Marcílio (Utilidade Pública e Homenagens)
                                             2º Período Quézia
  Sexta feira                        1º Período Jéssica e Roni (Jéssica e Roni- Os brincantes)
                                              2º Período Claudio (Programa Livre)

 Foram tomadas as seguintes decisões quanto á estrutura, materiais e utilização do espaço físico da rádio:
·         LEVAR O ESTÚDIO PARA SALA DE INFORMÁTICA
·         CAIXA DE SOM SEIS CAIXAS EMPRESTADO PELO MARCÍLIO
·         MESA DE SOM EMPRESTADO PELA QUÉZIA
·         MICROFONE EMPRESTADO PELA JÉSSICA (TIA PRETA)
Avaliado a necessidade de comprar ou pedir doação dos seguintes materiais:
·         FIO DUPLO PRETO E VERMELHO 6O METROS (GESTÃO).
·         SITE DE HOSPEDAGEM DA RÁDIO DOAÇÃO (ROSSINI).
Imprensa Jovem + é um projeto de educomunicação do Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos Perus 1.  Este projeto faz parte do programa “Nas Ondas do Rádio” da Secretaria Municipal de Educação da cidade de São Paulo. São objetivos gerais do programa “Nas Ondas do Rádio”:
·         Promover o protagonismo de jovens e adultos por meio das tecnologias da informação e da comunicação;
·         Contribuir para o desenvolvimento da competência leitora e escritora e das expressões comunicativas dos alunos;
·         Possibilitar o desenvolvimento da expressão comunicativa;
·         Contribuir para a integração entre professores, alunos e comunidade.
·         Manter a comunidade informada com que acontece na educação e interesses de relevância social na escola, no bairro e na comunidade.
·         Ajudar a comunidade escolar a conhecer e lutar por direitos sociais, direitos humanos e direitos políticos.
 O projeto de educomunicação Imprensa Jovem + será uma agência de notícias escolar que durante sua implementação se comprometerá com a criação de um site ou blog para divulgar os projetos dos alunos do CIEJA PERUS !; Criação de uma Rádio escolar; um blog; criação de uma página no Facebook: produção de um jornal impresso e digital; criação de vídeos educomunicativos e produção de uma revista.






Da esquerda para direita: Rossini Castro, Marcílio Cavalcante, Jéssica, Roni, Claudio Neves e Quézia Cândido.